Como fazer e manter produtos panificados frescos

O tempo estimado de leitura é de 4 minutos
558 Visualizações

O que torna produtos panificados “frescos”?

Os consumidores não usam apenas as papilas gustativas para responder a esta pergunta. É senso comum que as pessoas compram com os olhos e os produtos panificados não fogem à regra. Os pães precisam ter uma cor dourada de boa aparência e não pode parecer amassado ou apertado. Já os produtos panificados doces precisam ter uma aparência úmida. Eles não podem estar muito oleosos ou parecerem muito úmidos. Se possuem cobertura, ela não deve ser seca ou rachada.

O cheiro, o toque e até mesmo o som desempenham papel fundamental na determinação do frescor. Um produto químico ou um cheiro estranho podem ser desestimulantes. Se um produto panificado é suave e não quebradiço, ele tem grande chance de ser fresco.

Em um mercado, quando o cliente ouve os sons de produtos panificados sendo feitos vindos da padaria, ele tende a empurrar o carrinho de compras nesta direção. O som pode também ser um indicador de frescor durante o consumo. Veja só a crocância de um pão artesanal, o som que todo mundo gosta de ouvir ao morder o pão.

O sabor, obviamente, é ainda o principal fator de escolha. Se um produto tem um sabor muito seco, viscoso ou tem sabor estranho, os consumidores provavelmente vão pensar duas vezes antes de comprá-lo novamente.

Os compradores sabem o que é “fresco” por meio de suas papilas gustativas. Mas além disso, eles estão dispostos a aceitar uma definição mais flexível do que no passado.

Já os itens pré-assados ou prontos para assar, que bastam ser descongelados e assados em casa, a maioria dos consumidores os percebem como “fresco”.

Isto é ótimo para os panificadores, que muitas vezes passam por restrições associadas ao tempo e mão-de-obra qualificada. Panificação sem misturas pré-prontas é um trabalho intenso e muitas vezes envolve custos altos. Os produtos de panificação congelados não envolvem ingredientes sem misturas pré-prontas, por isso precisam de menos tempo e menos mão de obra, permitindo com que os panificadores trabalhem de forma mais eficiente.

Com os produtos panificados que são descongelados e assados na loja, os consumidores ainda ouvem os padeiros trabalhando. Eles ainda conseguem sentir o cheiro de um pãozinho sendo assado. E como resultado? Eles os notam como um produto fresco.

O interesse em alimentos frescos e artesanais está sendo testado à medida que os consumidores se voltam para produtos que possam ser mantidos durante um longo tempo e não sejam perecíveis. Isso abre as portas para uma grande mudança de paradigma: em vez de buscar produtos não processados, os consumidores estão buscando itens com uma vida útil longa.

Sem frescor na cobertura

Muita coisa mudou no setor alimentício nos últimos anos. Os consumidores podem comprar e consumir produtos de diferentes lugares, inclusive mercearias, varejistas online como Amazon, até mesmo lojas de conveniência e aplicativos de serviços de entrega.

Uma coisa que não mudou é a supremacia do frescor. Ele ainda é o fator determinante número um a se considerar quando os consumidores compram produtos panificados e eles pensarão duas vezes antes de repetir uma compra se um item tiver qualidade aquém.

Uma pesquisa de mercado com consumidores realizada pela Corbion revelou que 28% dos consumidores verificam o frescor e o preço antes de comprar pão de forma e 81% dos consumidores esperam que o pão dure de uma a duas semanas após a data de compra.

Um número cada vez maior de consumidores busca produtos que são isentos de ingredientes demasiadamente processados, mas eles não estão dispostos a sacrificar o frescor em detrimento de ter um produto com rótulo limpo. Como esses produtos são isentos de ingredientes nocivos ou qualquer coisa demasiadamente processada, os consumidores, principalmente os millennials e a geração Z, também os veem como mais frescos, para a felicidades dos panificadores.

Embora o frescor supere tudo, outros atributos contribuem para a percepção de frescor, por exemplo, nessa mesma pesquisa da Corbion revelou que 62% dos consumidores verificam a aparência, textura ou suavidade ao determinar o frescor dos produtos panificados, sendo eles os atributos mais importantes que os consumidores consideram ao avaliar o frescor e ao comprar produtos panificados.

A Corbion oferece diversas soluções que proporcionam obter produtos mais frescos.

As soluções de enzima Ultra Fresh® e Ultra Fresh®Premium da Corbion oferecem vários dias de frescor prolongado para produtos de panificação na loja e até 45 dias de frescor prolongado para produtos panificados embalados. Além de ajudarem os panificadores industriais a atender às preferências dos consumidores, elas também reduzem o desperdício ocasionado por pães vencidos e oferecem oportunidades extras de venda provenientes de prateleiras mais cheias.

Ainda possui soluções de massas congeladas e mesclas fácil de assar que combinam o conhecimento da empresa em ciência, tecnologia e inovação que ajuda os panificadores de forma consistente, além de criar produtos panificados mais duradouros, mais saborosos e badalados com menos complicação e menos desperdício.

Com o frescor adicional e datas de vencimentos prolongadas, os fabricantes de produtos de panificação podem reduzir o desperdício e trazer economia financeira. O uso da combinação de enzimas e emulsificadores ajuda a controlar coberturas crocantes e a também reduzir a viscosidade, que por sua vez ajuda a dar uma aparência premium que os consumidores de hoje tanto querem.

Espero que você tenha gostado deste conteúdo! 
Sabia que podemos te ajudar com uma linha completa de produtos que são desta mesma área que você acabou de ver?!