Farinha de trigo faz parte da estratégia da OMS de fortificação de alimentos

O tempo estimado de leitura é de 2 minutos
937 Visualizações

Neste ano de 2022, completam 20 anos que a ANVISA normatizou a fortificação de farinhas com ferro e ácido fólico, como uma estratégia baseada nas diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS) para combater a anemia e a má formação de bebês durante a gestação.

As farinhas adicionadas de ferro e ácido fólico se tornaram mandatórias desde 2002 através da RDC nº 344. As fontes de ferro que poderiam ser utilizados eram: sulfato ferroso desidratado (seco); fumarato ferroso; ferro reduzido; ferro eletrolítico; EDTA de ferro e sódio e ferro bisglicina quelato.

Por uma questão de competitividade comercial e preço o ferro reduzido passou a ser o ingrediente mais escolhido pelos moinhos, que adaptaram até mesmo os imãs de segurança para garantir dosagens.

Fumarato ferroso também foi amplamente utilizado, enquanto as outras opções eram mais caras e não usuais. A partir de estudos sobre a biodisponibilidade que está ligada ao quanto o corpo humano absorve de ferro, houve uma revisão da RDC 344, passando a vigorar a RDC Nº150 em 2017. Nessa atualização de normativa, foram impostos novas fontes de ferro: sulfato ferroso; sulfato ferroso encapsulado; fumarato ferroso; ou fumarato ferroso encapsulado e agora uma faixa de fortificação, não mais um mínimo como anteriormente, sendo:

    4 – 9 mg/100g de farinha para o Ferro e
    140 – 220 mcg /100g de farinha de ácido fólico.


Por que adicionar Ácido Fólico e Ferro?

O ácido Fólico é a vitamina B9 são importantes na formação fetal, reduzindo os casos da espinha bifida e deficiência neural. Para o ferro o intuito é reduzir a prevalência de anemia ferropriva, causada pela baixa ingestão de ferro biodisponível proveniente da dieta alimentar, sendo que a deficiência deste mineral é considerada um problema de saúde pública e aproximadamente 25% da população apresenta carência deste mineral.

Fortificação sem manchas no produto final é com Granofaf®.

Para obter uma farinha de trigo fortificada com ferro e ácido fólico sem manchas no produto final é essencial utilizar ingredientes de qualidade para não comprometer os aspectos visuais e sensoriais.

A Corbion oferece aos moinhos o Granofaf® 200 SF , um blend de fortificação mandatória, que são aplicados à farinha de trigo para garantir a fortificação por ferro e ácido fólico em atendimento a RDC 150.

O Granofaf® é continuamente monitorado para garantir ao longo de sua vida útil as quantidades de ferro e ácido fólico e uma boa fluidez e escoamento no processo dos moinhos.

Navegue pela plataforma Fresh Bakery e conheça outras soluções para o desenvolvimento dos seus produtos. Converse agora mesmo com nossos especialistas para entender as melhores aplicações de Granofaf® 200 SF e outras soluções Corbion.

 

Espero que você tenha gostado deste conteúdo! 
Sabia que podemos te ajudar com uma linha completa de produtos que são desta mesma área que você acabou de ver?!